#inspiração #Loish

Conheça a Ilustradora Lois van Baarle (Loish)

Renan Levinski
Publicado em
27 de maio de 2020

Com mais de um milhão de seguidores nas redes sociais e um traço inconfundível, a Lois van Baarle (Loish), mais conhecida na área de ilustração digital como Loish,é umas da mulheres mais influentes nas Artes Digitais e concorda que, por essa ser uma área dominada por homens, as mulheres precisam se unir e encorajar umas às outras a percorrer os caminhos que ainda parecem difíceis. Ela conversou com a gente sobre arte, carreira, formação e desafios do trabalho. Confira a primeira entrevista da Loish traduzida pro português:

Oi, Lois! Vamos do começo: Como e onde você aprendeu a desenhar?
A resposta rápida pra isso: eu sou uma artista autodidata. Eu tenho desenhado ao longo da minha vida, desde antes do que eu consigo me lembrar, literalmente. Sempre foi uma coisa que eu gostei de fazer e eu investia muito tempo nisso, o que me ajudou a desenvolver minhas habilidades gradualmente. Eu tive algumas aulas de arte no ensino fundamental que me ensinaram bastante sobre desenhar a partir de referências, mas depois disso minha educação em arte foi limitada a matérias optativas na escola e muita prática no tempo livre. Eu comecei a desenhar no computador com mouse quando eu tinha 15 anos, ganhei minha primeira tablet com 16, e aí comecei a dividir meu tempo entre o desenho tradicional e o digital, aprendendo tudo que eu podia sobre os softwares e sobre as técnicas de desenho na tablet. Quando eu tinha 18 anos, eu decidi que iria estudar animação depois de me formar no ensino médio. Nessas escolas aprendi a animar e aplicar minhas habilidades no desenho numa variedade de exercícios da escola, mas aprender a desenhar digitalmente e desenvolver um estilo próprio foi uma coisa que fiz sozinha.

Rosse by Loish
Ilustração Digital - Rose by Loish

E entre o desenho tradicional e o desenho digital, qual você prefere hoje em dia?
Hoje, quase 100% da minha produção é digital, eu uso Photoshop do começo ao fim dos meus trabalhos. De vez em quando eu faço sketchsno papel, mas não é uma parte essencial do meu processo de criação. Eu tenho como objetivo (de longo prazo, não me pressionem!) aprender mais do desenho tradicional, mas por enquanto eu acho que o desenho digital é o meio mais eficiente e flexível para se trabalhar!

Loish onde é que você estudou animação?
Estudei animação por um ano em Ghent, na Bélgica (na Hogeschool Gent) e depois por quatro anos em Hilversum, na Holanda (na Utrecht School of the Arts), onde eu consegui um Bacharelado em Design e um Mestrado em Artes. Escolhi animação porque achei que seria uma boa maneira de expandir as habilidade de desenho que eu já tinha.

Quão necessária você acha que uma educação formal é?
Olha, como eu sou auto-didata, posso confirmar que a educação formal não é uma necessidade absoluta para se obter as habilidades exigidas para se trabalhar como um artista. Eu sei de muitos artistas que escolheram fazer uso das fontes de conhecimento que estão disponíveis na internet e conseguiram construir uma carreira sem ir para a universidade. As áreas nas quais eu geralmente acho mais trabalho são as áreas que aprendi por conta própria. No entanto, a escola de artes teve benefícios importantes pra mim. Aprendi a lidar com projetos diferentes e trabalhos com prazos definidos e a trabalhar com grupos grandes. Aprendi a explicar meu processo criativo e aplicar isso num contexto maior, conseguindo justificar e elaborar as minhas escolhas criativas. Mais importante que isso, eu construí a base do meu network que forma, agora, meu grupo de colegas e amigos. Eu não acredito que estudar artes na universidade é extremamente necessário, mas também não acho que não seja importante: há vários benefícios em se estudar artes formalmente, coisas que são difíceis de se obter em outros lugares. Se você está com dúvida a respeito de ir ou não pra a universidade, no entanto, acho que você tem que fazer o que parece melhor pra você e pra forma como você prefere aprender.

Ilustração Digital - Loish
Ilustração Digital - Floating by Loish

Quando você desenha, o que te inspira?
Eu frequentemente me inspiro por outros trabalhos que eu acho na internet, no DeviantArt ou pesquisando em outros sites. Assisto muitos filmes e animações, que também servem de fontes de inspiração. Tenho um monte de amigos que desenham e/ou animam e estar num ambiente criativo é muito motivante. As coisas que mais me inspiram são cores ou combinações de cores, que geralmente me dão ideias para um desenho ou me motivam durante o processo.

Dentre essas inspirações, quais são suas influências artísticas?
Quando eu tinha 15 anos, me inspirava no estilo de desenho japonês (animes e mangas), em artistas franceses de quadrinhos (particularmente no trabalho do Aurore BlackCat) e também em Art Nouveau (Alfonse Mucha). Depois que eu entrei pro DeviantArt, comecei a seguir o trabalho de vários artistas no site, pinturas digitais, em sua maioria. Meus favoritos no DeviantArt (uma aba com a coleção das minhas imagens preferidas) dão uma boa ideia do tipo de arte que me inspira, bem como esse “mapa de influência” aqui.

Quais são seus planos pro futuro?
Gostaria de poder viver somente através da minha própria arte no futuro, mas por enquanto tenho gostado bastante de fazer esse trabalho mais comercial… me oferece muitas oportunidades de aprendizado! Paralelamente ao meu trabalho de freelancer, sempre quis lançar um artbook e finalizar meu projeto de animação pessoal, que acaba ficando sempre no fim da minha lista de coisas por fazer, apesar de estar muito determinada a finalizar isso. Consegui fazer a primeira parte desse projeto pessoal e meu artbook já está à venda! ♥

Loish Arte
Ilustração Digital - Loish

E agora, no que é que você está trabalhando?
Tenho trabalhado como freelancer de animação/ilustração na Holanda desde que terminei a graduação, em 2009. Eu também estou trabalhando na produção de dois curtas de animação que eu mesma estou financiando (se quiserem saber mais sobre isso é só acessar o Trichrome).

Então, que dizer que dá pra viver só de arte? (a situação no Brasil é um tanto quanto mais difícil, mas sabemos que não é fácil em nenhum lugar…)
Muita gente me pergunta se dá pra viver de arte, geralmente pessoas que estão a ponto de escolher esse caminho e preocupadas com seu futuro. O que eu posso dizer é que sua capacidade de sobreviver nessa área depende imensamente do que você faz, do lugar onde você vive e das opções que você tem. Eu consigo viver do meu trabalho artístico por causa da exposição que ele alcançou na internet, da possibilidade de trabalhar da minha casa, pelo fato de que é relativamente fácil se registrar como freelancer aqui na Holanda, e pelas minha habilidades nas áreas de animação e ilustração.

Loish quais dicas você daria pra quem está começando a aprender artes digitais?
Muita gente que está começando a desenhar digitalmente me pergunta por onde começar o processo de aprendizado. Pessoalmente, eu nunca usei tutoriais. Comecei meio que brincando no Photoshop e outros programas digitais, sem esperar demais ou criar expectativas a respeito da minha capacidade em lidar com os programas. Meus primeiros desenhos no Photoshop eram simples, desenhados no mouse e misturados com a ferramenta smugde (uma coisa que, aliás, eu não recomendo, mas funcionou pra mim naquela época!). É bom se familiarizar lentamente com o processo digital do desenho até ficar confortável para transitar entre as ferramentas e opções antes de começar a desenhar peças elaboradas e detalhadas demais. Eu criava vários desenhos pequenos em um dia, ao invés de investir meu tempo em um desenho muito grande e trabalhoso. Meu trabalho ficou mais detalhado a medida em que minha habilidades foram se aperfeiçoando. Acho que uma das melhores coisas que você pode fazer para pegar o jeito da arte digital é praticar fazendo sketches e speedpaintings, já que isso evita que você se prenda demais ao detalhes e permite que você fique confortável para aprender a usar as ferramentas. Mantenha as coisas simples e pratique o máximo que você puder!

Arte de Loish
Ilustração Digital - Loish

Agora que a gente já fez as perguntas mais básicas, vamos ao que interessa pra nossa iniciativa de incentivar mais meninas a entrarem na área de artes digitais… Por que você acha que existe essa diferença na quantidade de homens e mulheres que trabalham na área de Artes Digitais?
Não dá pra dizer com certeza. Pode ter alguma coisa a ver com a natureza mais técnica da arte digital. Eu sei que homens estão frequentemente mais ligados a áreas técnicas e mulheres são desincentivadas a entrar nelas. Também sei que muitas das ofertas de serviços da arte digital são muito masculinas — coisas como concepts de jogos de alto orçamento e animação são completamente dominadas por homens e por interesses/histórias masculinas. Mas acho que isso está mudando e que existe cada vez mais espaço para diferentes estilos e ideias — não só pras mulheres mas pra toda uma gama de diferentes identidades e perspectivas.

Você tem algum conselho? O que você diria para jovens que querem seguir o seu caminho?
Não tenha medo de desenhar corpos de mulher ou coisas consideradas “de menininha” se é isso que você quer fazer. Meus professores nunca me encorajaram a desenhar esse tipo de coisa porque eles sempre acharam bobo, mas agora é minha carreira. Não tenha medo de desenhar em qualquer que seja os eu estilo e de contar qualquer tipo de história que você acha que toca o seu coração. Mesmo se as pessoas disserem que ninguém está interessado no seu estilo ou na sua história, você nunca vai saber se não vai ser você que vai ajudar a mudar esse tipo de concepção.

Algumas mulheres podem ter esse receio… Você já sentiu algum tipo de discriminação por causa do seu gênero?
Eu tenho muita sorte de nunca ter sido discriminada por causa do meu gênero, eu acho. Algumas vezes eu tive dificuldades de trabalhar em espaços dominados por homens, no entanto. Uma vez eu trabalhei numa companhia que tinha mais de 200 funcionários mas muito poucos eram mulheres. Os homens nos respeitavam bastante, mas era difícil apresentar uma perspectiva mais feminina para o design de personagem que eu estava fazendo por lá — os homens no comando, meus chefes, não eram fáceis de convencer. Entretanto, mesmo lá, eu tive muitas experiências positivas e sempre me senti segura e respeitada!

• • •

A Escola Revolution apoia e incentiva a entrada de mulheres em todos os espaços que até hoje são vistos como masculinos. A diversidade de pensamentos só faz engrandecer uma área que é intensamente movida a criatividade, como é a nossa. Não deixe de ler os posts que já saíram e fique ligado nos próximos!

Link do post copiado para a sua área de transferência

Enviar Comentário

Você sabe o que é Photobashing?

Photobashing é um tipo de ilustração digital em que fotos/pedaços de fotos são manipuladas em conjunto com a pintura digital, para criar Ler mais

10 Mestres da Aquarela Para Você se Inspirar

É quase impossível não se apaixonar pela beleza das pinturas em aquarela. Também considerada uma técnica complexa, por não se Ler mais

Como ser um profissional de Motion Graphics?

Um dos temas abordados durante a 4ª edição do Revonow Conference, nosso evento online e gratuito de palestras sobre a área de Ler mais

Truques e dicas de linguagem corporal

Linguagem corporal é um assunto muito falado entre os artistas mais variados! Do 2D ao 3D, para quem trabalha com Ler mais